PT | EN | ES
subscreva a nossa newsletter
Reserve já online e usufrua de preços especiais!

click here


O Hotel dispõe de livro de reclamações electrónico

selo1
po_2020

Protocolo Interno

INTRODUÇÃO

 

Este Protocolo Interno é criado tomando por base as directrizes e orientações emanadas da Direcção Geral de Saúde primariamente e segue todas as normas e indicações do Turismo de Portugal, com especial ênfase aos que permitiram a atribuição do selo “Clean & Safe” à N/ unidade.

Aplicamos ainda as linhas orientadoras da Organização Mundial de Saúde, bem como o Protocolo Internacional emitido pela World Travel & Tourism Council, que desta forma nos atribuiu também o seu selo “Safe Travels”.

 

FORMAÇÃO A TODOS OS COLABORADORES:

 

A unidade Hoteleira fornece informação e/ou formação específica a todos os colaboradores, adequadas às funções desempenhadas no estabelecimento.

 

 

INFORMAÇÃO A TODOS OS CLIENTES:

 

Para todos os nossos Hóspedes disponibilizamos também toda a informação necessária sobre como cumprir as precauções básicas de prevenção e controlo de infecção relativamente à presente pandemia; bem como o presente Protocolo Interno.

 

 

O HOTEL FEZ PROVISÃO DE:

 

Equipamentos de Protecção Individual, consoante as respectivas funções, para todos os colaboradores.;

Equipamento de Protecção Individual disponível para clientes ao check-in, sendo o uso de máscara obrigatório em todas as áreas públicas da unidade;

Stock de materiais de limpeza de uso único proporcional às suas dimensões, incluindo toalhetes de limpeza biodegradáveis de uso único humedecidos em desinfectante, lixívia e hidro-álcool a 70°;

Dispensadores de solução antiséptica de base alcoólica ou solução à base de álcool nos pontos de entrada, por piso junto aos elevadores, também na Recepção e à entrada do Restaurante;

Tapete desinfectante à entrada principal do Hotel e no corredor de entrada dos colaboradores;

Contentores de resíduos com abertura não manual e sacos de plástico;

Local definido para isolar pessoas detectadas como caso suspeito (enquanto aguarda confirmação), ou casos confirmados de CoViD-19, com ventilação natural, casa de banho, máscaras cirúrgicas luvas descartáveis, kit de desinfecção, termómetro, contentor de resíduos autónomo, sacos de resíduos biológicos, saco de lixo comum, sacos de recolha de roupa usada, kit com água e alguns alimentos não perecíveis;

Nas instalações sanitárias comuns, equipamento para lavagem de mãos com sabão líquido e toalhetes de papel.

 

 

RELATIVAMENTE À LIMPEZA, O HOTEL ASSEGURA:

 

Higienização (Lavagem e Desinfecção) das superfícies onde circulam pessoas, tanto hóspedes como nas zonas exclusivas a colaboradores, garantindo o controlo e a prevenção de infecções e resistências antimicrobianas;

Higienização das superfícies e objectos de utilização comum (interruptores de luz e de elevadores, maçanetas, puxadores de armários, telefones, balcões, mesas);

Dar preferência à limpeza húmida, em vez da limpeza a seco;

Os aspiradores utilizados possuem filtros HEPA;

A renovação do ar das salas e espaços fechados é feita regularmente;

A desinfecção da piscina é realizada com o procedimento habitual, sendo substituída a água quando necessário, procedendo-se à cloragem como definido por lei;

Na sala de refeições é reforçada a higienização dos utensílios, equipamentos e superfícies, sendo evitada ao máximo a manipulação directa dos alimentos por clientes. O Buffet está protegido com acrílico e apenas 1 colaborador irá proceder ao empratamento, consoante o pedido do cliente.

 

 

O PROTOCOLO INTERNO DE LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO DO HOTEL GARANTE:

 

A definição de equipas diferentes para limpeza dos quartos, uma para remoção da roupa/fazer camas e outra para realizar a limpeza, privilegiando dois tempos de intervenção espaçados (dado que a primeira intervenção gera aerossóis) e com protecção adequada (máscara, óculos para protecção dos olhos, avental de plástico descartável sobre a farda, luvas);

A remoção da roupa de cama e atoalhados feita sem a agitar ou sacudir, enrolando-a no sentido de fora para dentro, sem encostar ao corpo e transportando-a directamente para o saco com fecho no carro da lavandaria;

A lavagem em máquinas distintas e a temperaturas elevadas da farda dos colaboradores e da roupa de cama/atoalhados (cerca de 60°C).

 

 

A ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO NO HOTEL ASSEGURA QUE:

 

Existe sempre ao serviço um colaborador responsável pelo accionamento dos procedimentos em caso de suspeita de infecção (acompanhar a pessoa com sintomas ao espaço de isolamento, prestando-lhe a assistência necessária e auxiliando no contacto com o Serviço Nacional de Saúde);

A descontaminação da área de isolamento sempre que haja casos positivos de infecção e reforço de limpeza e desinfecção sempre que haja doentes suspeitos de infecção, principalmente nas superfícies frequentemente manuseadas e mais utilizadas pelo mesmo conforme indicações da DGS;

O armazenamento dos resíduos produzidos pelos doentes suspeitos de infecção em saco de plástico que, após fechado (ex. com abraçadeira) deve ser segregado e enviado para operador licenciado para a gestão de resíduos hospitalares com risco biológico;

A auto-monitorização diária visando a avaliação da febre (medir a temperatura corporal 2 vezes ao dia e registar o valor e a hora da medição) e a verificação de tosse ou dificuldade em respirar de todos os colaboradores.

voltar